Encontro de culturas e natureza no centro-oeste brasileiro

Encontro de culturas e natureza no centro-oeste brasileiro

Encontro de culturas e natureza no centro-oeste brasileiro

13 a 21 de julho - 2019 

 JULHO de 2019

13 a 21 de julho - 2019

Viajar para a Chapada dos Veadeiros em julho é uma experiência muito enriquecedora. Isto porque nessa época do ano acontece o tradicional Encontro de Culturas, reunindo na Vila de São Jorge centenas de pessoas de todo o Brasil, para prestigiar as apresentações musicais e artísticas, as oficinas culturais e os povos originários indígenas, quilombolas e nativos do cerrado. Por ser época de seca, tem muito sol e a cores da paisagem ficam ainda mais deslumbrantes para fotografar. A região do Parque Nacional é reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, e abriga áreas de grande beleza, mais de mil cachoeiras e uma diversidade de flora e fauna com espécies únicas da região. Serão 9 dias de harmonia e contato com a natureza, saboreando iguarias da gastronomia local, prestigiando os povos originários, e curtindo as atrações culturais.

Viajar para a Chapada dos Veadeiros em julho é uma experiência muito
enriquecedora. Isto porque nessa época do ano acontece o tradicional Encontro de Culturas, reunindo na Vila de São Jorge centenas de pessoas de todo o Brasil, para prestigiar as apresentações musicais e artísticas, as oficinas culturais e os povos originários indígenas, quilombolas e nativos do cerrado. Por ser época de seca, tem muito sol e a cores da paisagem ficam ainda mais deslumbrantes para fotografar. A região do Parque Nacional é reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, e abriga áreas de grande beleza, mais de mil cachoeiras e uma diversidade de flora e fauna com espécies únicas da região. Serão 9 dias de harmonia e contato com a natureza, saboreando iguarias da gastronomia local, prestigiando os povos originários, praticando yoga e curtindo as atrações culturais.

Viajar para a Chapada dos Veadeiros em julho é uma experiência muito enriquecedora. Isto porque nessa época do ano acontece o tradicional Encontro de Culturas, reunindo na Vila de São Jorge centenas de pessoas de todo o Brasil, para prestigiar as apresentações musicais e artísticas, as oficinas culturais e os povos
originários indígenas, quilombolas e nativos do cerrado. Por ser época de seca, tem muito sol e a cores da paisagem ficam ainda mais deslumbrantes para fotografar. A região do Parque Nacional é reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade
pela Unesco, e abriga áreas de grande beleza, mais de mil cachoeiras e uma diversidade de flora e fauna com espécies únicas da região. Serão 9 dias de harmonia e contato com a natureza, saboreando iguarias da gastronomia local, prestigiando os povos originários, praticando yoga e curtindo as atrações culturais.

Viajar para a Chapada dos Veadeiros em julho é uma experiência muito
enriquecedora. Isto porque nessa época do ano acontece o tradicional Encontro de Culturas, reunindo na Vila de São Jorge centenas de pessoas de todo o Brasil, para prestigiar as apresentações musicais e artísticas, as oficinas culturais e os povos originários indígenas, quilombolas e nativos do cerrado. Por ser época de seca, tem muito sol e a cores da paisagem ficam ainda mais deslumbrantes para fotografar. A região do Parque Nacional é reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, e abriga áreas de grande beleza, mais de mil cachoeiras e uma diversidade de flora e fauna com espécies únicas da região. Serão 9 dias de harmonia e contato com a natureza, saboreando iguarias da gastronomia local, prestigiando os povos originários, praticando yoga e curtindo as atrações culturais.

Viajar para a Chapada dos Veadeiros em julho é uma experiência muito enriquecedora. Isto porque nessa época do ano acontece o tradicional Encontro de Culturas, reunindo na Vila de São Jorge centenas de pessoas de todo o Brasil, para prestigiar as apresentações musicais e artísticas, as oficinas culturais e os povos originários indígenas, quilombolas e nativos do cerrado. Por ser época de seca, tem muito sol e a cores da paisagem ficam ainda mais deslumbrantes para fotografar. A região do Parque Nacional é reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, e abriga áreas de grande beleza, mais de mil cachoeiras e uma diversidade de flora e fauna com espécies únicas da região. Serão 9 dias de harmonia e contato com a natureza, saboreando iguarias da gastronomia local, prestigiando os povos originários, praticando yoga e curtindo as atrações culturais.

chapada-squashed

DIA 01

Chegada, apresentações e jantar de boas-vindas

Nos encontraremos no Aeroporto de Brasília para transfer até a Vila de São Jorge (aprox. 3 horas de viagem). Chegando lá, vamos fazer o checking e se instalar no Camping Taiuá Ambiental. Em horário combinado com o grupo, teremos o jantar de boas-vindas (incluso). A noite é livre, mas a aventura está só começando! 

DIA 01

Chegada, apresentações e jantar de boas-vindas

Nos encontraremos no Aeroporto de Brasília para transfer até a Vila de São Jorge (aprox. 3 horas de viagem). Chegando lá, vamos fazer o checking e se instalar no Camping Taiuá Ambiental. Em horário combinado com o grupo, teremos o jantar de boas-vindas (incluso). A noite é livre, mas a aventura está só começando! aeroporto / hotel incluso. À noite, encontro de boas-vindas com grupo e @isthisreal.

DIA 01

Chegada, apresentações e jantar de boas-vindas

Nos encontraremos no Aeroporto de Brasília para transfer até a Vila de São Jorge (aprox. 3 horas de viagem). Chegando lá, vamos fazer o checking e se instalar no Camping Taiuá Ambiental. Em horário combinado com o grupo, teremos o jantar de boas-vindas (incluso). A noite é livre, mas a aventura está só começando! aeroporto / hotel incluso. À noite, encontro de boas-vindas com grupo e @isthisreal.

DIA 01

Chegada, apresentações e jantar de boas-vindas

Nos encontraremos no Aeroporto de Brasília para transfer até a Vila de São Jorge (aprox. 3 horas de viagem). Chegando lá, vamos fazer o checking e se instalar no Camping Taiuá Ambiental. Em horário combinado com o grupo, teremos o jantar de boas-vindas (incluso). A noite é livre, mas a aventura está só começando! aeroporto / hotel incluso. 

DIA 02

Vale da Lua, Jardim de Maytreia e Raizama

Pela manhã, vamos até o Vale da Lua, conhecer essa paisagem única e se refrescar nas águas. O almoço (não incluso) será no Rancho do seu Waldomiro, onde você vai provar a Matula, prato típico, e diversas aguardentes e licores de cachaça. Em seguida faremos uma parada rápida no Jardim de Maytreia, para contemplar a vista. E seguiremos para a cachoeira de Raizama. Retorno para São Jorge. Noite livre. 

DIA 02

Vale da Lua, Jardim de Maytreia e Raizama

Pela manhã, vamos até o Vale da Lua, conhecer essa paisagem única e se refrescar nas águas. O almoço (não incluso) será no Rancho do seu Waldomiro, onde você vai provar a Matula, prato típico, e diversas aguardentes e licores de cachaça. Em seguida faremos uma parada rápida no Jardim de Maytreia, para contemplar a vista. E seguiremos para a cachoeira de Raizama. Retorno para São Jorge. Noite livre.

DIA 02

Vale da Lua, Jardim de Maytreia e Raizama

Pela manhã, vamos até o Vale da Lua, conhecer essa paisagem única e se refrescar nas águas. O almoço (não incluso) será no Rancho do seu Waldomiro, onde você vai provar a Matula, prato típico, e diversas aguardentes e licores de cachaça. Em seguida faremos uma parada rápida no Jardim de Maytreia, para contemplar a vista. E seguiremos para a cachoeira de Raizama. Retorno para São Jorge. Noite livre. 

DIA 02

Vale da Lua, Jardim de Maytreia e Raizama

Pela manhã, vamos até o Vale da Lua, conhecer essa paisagem única e se refrescar nas águas. O almoço (não incluso) será no Rancho do seu Waldomiro, onde você vai provar a Matula, prato típico, e diversas aguardentes e licores de cachaça. Em seguida faremos uma parada rápida no Jardim de Maytreia, para contemplar a vista. E seguiremos para a cachoeira de Raizama. Retorno para São Jorge. Noite livre. 

DIA 03

Comunidade de Cavalcanti - Cachoeira de Santa Bárbara e Capivara

Nesse dia vamos madrugar para ir até a comunidade Kalunga de Cavalcanti (aprox. 1h30 de viagem). Acompanhados de um guia local, começaremos visitando a cachoeira mais requisitada da região, Santa Bárbara, que impresisona pela cor azul turqueza da água. O almoço (não incluso) será na comunidade kalunga, com comidinha caseira e muito saborosa. À tarde, visitaremos a cachoeira da Capivara.
Retorno para São Jorge. Noite livre.
 

DIA 02

Cairo - Mesquita de

Mohammad Ali e Mercado

Khan Elkhalili

Depois de tomar café-da-manhã no hotel, iremos direto para o centro de Cairo visitar o Museu Egípcio das Antiguidades, que abriga os tesouros do rei Tut-Ankh-Amum.Depois, vamos visitar a Cidadela de Salh Eldin e a magnífica Mesquita de Mohammad Ali Pasha (também conhecida como a Mesquita de Alabastro). De tarde, teremos algum tempo para ir ao Mercado Khan Elkhalili, um dos mais famosos e mais antigos do Oriente Médio. Pernoite no hotel.

DIA 03

 Comunidade de Cavalcanti - Cachoeira de Santa Bárbara e Capivara

Nesse dia vamos madrugar para ir até a comunidade Kalunga de Cavalcanti (aprox. 1h30 de viagem). Acompanhados de um guia local, começaremos visitando a cachoeira mais requisitada da região, Santa Bárbara, que impresisona pela cor azul turqueza da água. O almoço (não incluso) será na comunidade kalunga, com comidinha caseira e muito saborosa. À tarde, visitaremos a cachoeira da Capivara. Retorno para São Jorge. Noite livre. 

DIA 03

Comunidade de Cavalcanti - Cachoeira de Santa Bárbara e Capivara

Nesse dia vamos madrugar para ir até a comunidade Kalunga de Cavalcanti (aprox. 1h30 de viagem). Acompanhados de um guia local, começaremos visitando a cachoeira mais requisitada da região, Santa Bárbara, que impresisona pela cor azul turqueza da água. O almoço (não incluso) será na comunidade kalunga, com comidinha caseira e muito saborosa. À tarde, visitaremos a cachoeira da Capivara. Retorno para São Jorge. Noite livre. 

DIA 04

Catarata dos Couros, passeio em Alto Paraíso

Nesse dia vamos conhecer a impressionante Catarata dos Couros (aprox. 1h de viagem). O complexo, composto por várias quedas dàgua ao curso do rio, termina com a vista linda das Cataratas. O almoço (não incluso) será na própria fazenda, uma comida muito saborosa feita no fogão à lenha! No caminho de volta, vamos parar em Alto Paraíso para passear pelas lojas e tomar um café. Retorno para São Jorge. Noite livre.

DIA 04

Catarata dos Couros, passeio em Alto Paraíso

Nesse dia vamos conhecer a impressionante Catarata dos Couros (aprox. 1h de viagem). O complexo, composto por várias quedas dàgua ao curso do rio, termina com a vista linda das Cataratas. O almoço (não incluso) será na própria fazenda, uma comida muito saborosa feita no fogão à lenha! No caminho de volta, vamos parar em Alto Paraíso para passear pelas lojas e tomar um café. Retorno para São Jorge. Noite livre..

DIA 04

Catarata dos Couros, passeio em Alto Paraíso

Nesse dia vamos conhecer a impressionante Catarata dos Couros (aprox. 1h de viagem). O complexo, composto por várias quedas dàgua ao curso do rio, termina com a vista linda das Cataratas. O almoço (não incluso) será na própria fazenda, uma comida muito saborosa feita no fogão à lenha! No caminho de volta, vamos parar em Alto Paraíso para passear pelas lojas e tomar um café. Retorno para São Jorge. Noite livre.

DIA 05

Vivência na Aldeia Multiétnica e Cachoeiras Almécegas I e II

Nesse dia vamos fazer uma imersão na Aldeia Multiéctica (aprox. 1h de viagem). Será uma experiência significativa, onde teremos contato com cerca de 8 etnias indígenas vindas de diferentes partes do Brasil. Pela manhã, participaremos com a exclusividade dos viventes de uma roda de conversa com a etnia líder do dia, ouvindo suas histórias e suas lutas. Depois, vamos conhecer um pouco de suas festividades e provar seus alimentos. O almoço (incluso) será lá mesmo, preparado
pela comunidade Kalunga. À tarde, a aldeia abre para a visitação do público, então o grupo fica livre para assistir às apresentações e rodas de conversas, ou ir conhecer as Cachoeiras de Almécegas I e II. Aproveite para conhecer e comprar os artesanatos indígenas, com destaque para as cerâmicas, cocares, pulseiras e brincos. Ao fim do dia, assistiremos ao belíssimo por do sol na arena central da aldeia, com muita festa na apresentação de todas as etnias. 
Obs.: a programação deste dia está sujeita a alterações de acordo com a organização responsável pela Aldeia Multiétnica.

DIA 05

Vivência na Aldeia Multiétnica e Cachoeiras Almécegas I e II

Nesse dia vamos fazer uma imersão na Aldeia Multiéctica (aprox. 1h de viagem). Será uma experiência significativa, onde teremos contato com cerca de 8 etnias indígenas vindas de diferentes partes do Brasil. Pela manhã, participaremos com a exclusividade dos viventes de uma roda de conversa com a etnia líder do dia, ouvindo suas histórias e suas lutas. Depois, vamos conhecer um pouco de suas festividades e provar seus alimentos. O almoço (incluso) será lá mesmo, preparado
pela comunidade Kalunga. À tarde, a aldeia abre para a visitação do público, então o grupo fica livre para assistir às apresentações e rodas de conversas, ou ir conhecer as Cachoeiras de Almécegas I e II. Aproveite para conhecer e comprar os artesanatos indígenas, com destaque para as cerâmicas, cocares, pulseiras e brincos. Ao fim do dia, assistiremos ao belíssimo por do sol na arena central da aldeia, com muita festa na apresentação de todas as etnias. 
Obs.: a programação deste dia está sujeita a alterações de acordo com a
organização responsável pela Aldeia Multiétnica.

DIA 06

Cachoeira do Segredo, passeio na Vila de São Jorge

Nesse dia descansaremos um pouco mais pela manhã. Às 11h, sairemos para a Cachoeira do Segredo (aprox. 45 minutos de viagem). Tome um café-da- manhã reforçado e prepare-se para um trilha intensa, por sorte estamos na época de seca e o percurso caminhando reduz pela metade. Mas vale a pena, a queda de mais de 100 metros é impressionate, e é possível nadar até embaixo dela. Às 16h retornaremos para almoçar na própria Vila de São Jorge. Aproveite o restante o dia para conhecer seus encantos, fazer compras e se divertir.

DIA 06

Cachoeira do Segredo, passeio na Vila de São Jorge

Nesse dia descansaremos um pouco mais pela manhã. Às 11h, sairemos para a Cachoeira do Segredo (aprox. 45 minutos de viagem). Tome um café-da- manhã reforçado e prepare-se para um trilha intensa, por sorte estamos na época de seca e o percurso caminhando reduz pela metade. Mas vale a pena, a queda de mais de 100 metros é impressionate, e é possível nadar até embaixo dela. Às 16h retornaremos para almoçar na própria Vila de São Jorge. Aproveite o restante o dia para conhecer seus encantos, fazer compras e se divertir.

DIA 07

Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, Casa de Cultura Caveleiro de São Jorge

Nesse dia vamos sair cedo do camping para garantir a entrada no Parque Nacional, que nessa época é um dos locais mais requisitados para conhecer. Leve um lanche extra para podermos curtir os Cânios e a Cachoeira Carioquinhas sem pressa de ir embora. Na saída, parada para um suco refrescante, aproveite para provar as frutas típicas do cerrado. Retorno para o camping caminhando, em horário a definir com o grupo (cerca de 1 km). Almoço - janta (não incluso) na Vila de São Jorge. Descanse um pouco para poder aproveitar a Festa na Casa de Cultura Cavaleiro de São Jorge (entrada inclusa), celebrando o término da Aldeia Multiétnica e o início das atividades culturais na Vila de São Jorge.

DIA 07

Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, Casa de Cultura Caveleiro de São Jorge

Nesse dia vamos sair cedo do camping para garantir a entrada no Parque Nacional, que nessa época é um dos locais mais requisitados para conhecer. Leve um lanche extra para podermos curtir os Cânios e a Cachoeira Carioquinhas sem pressa de ir embora. Na saída, parada para um suco refrescante, aproveite para provar as frutas típicas do cerrado. Retorno para o camping caminhando, em horário a definir com o grupo (cerca de 1 km). Almoço - janta (não incluso) na Vila de São Jorge. Descanse um pouco para poder aproveitar a Festa na Casa de Cultura Cavaleiro de São Jorge (entrada inclusa), celebrando o término da Aldeia Multiétnica e o início das atividades culturais na Vila de São Jorge.

DIA 08

Dia livre para passeios opcionais, Jantar de despedidas e amigo
secreto

Esse dia será livre para você curtir da maneira como quiser, seja descansando, fazendo massagem, conhecendo a vila, interagindo com a população local, explorando outra trilha do Parque Nacional ou fazendo algum passeio opcional (sugestão: Macaquinhos ou Mirante da Janela). Em horário a combinar com o grupo, teremos uma prática de yoga. Às 19h, nos reuniremos para o jantar de despedidas
(incluso) e a tradicional e divertida troca de presentes entre o grupo. O resto da noite é livre também para curtir festa ou arrumar as malas.

DIA 07

Luxor e passeio de balão no nascer do sol

Nesse dia, vamos começar de madrugada já, para essa experiência única na vida que é o amanhecer a bordo de um balão de ar quente no Egito. Mais tarde, em Luxor, vamos visitar o templo Hatshepsut, e os templos de Luxor e Karnak. Pernoite no hotel, café-da-manhã, almoço e jantar inclusos.

DIA 08

Dia livre para passeios opcionais, Jantar de despedidas e amigo secreto

Esse dia será livre para você curtir da maneira como quiser, seja descansando, fazendo massagem, conhecendo a vila, interagindo com a população local, explorando outra trilha do Parque Nacional ou fazendo algum passeio opcional (sugestão: Macaquinhos ou Mirante da Janela). Às 19h, nos reuniremos para o jantar de despedidas (incluso) e a tradicional e divertida troca de presentes entre o grupo. O resto da noite é livre também para curtir festa ou arrumar as malas.

DIA 09

Despedidas e Goodbyes

Se organize para fazer o checkout às 09h, pois às 10h partiremos com destino ao Aeroporto de Brasília. Nos despedimos aqui, com o coração cheio de alegria e amor, levando na bagagem milhares de fotos, memórias e novos amigos.

DIA 09

Despedidas e Goodbyes

Se organize para fazer o checkout às 09h, pois às 10h partiremos com destino ao Aeroporto de Brasília. Nos despedimos aqui, com o coração cheio de alegria e amor, levando na bagagem milhares de fotos, memórias e novos amigos.

Preço: R$ 2.600,00 

FAQ

O que é o Isthisreal trips?

Apresentamos um destino exótico, um itinerário com vivências locais e um tour leader com experiência que irá acompanhar o grupo, mostrando o que mais lhe fascina. Buscamos sempre inserir algum diferencial no roteiro (ex.: fotografia de estrelas no deserto do Saara, prática de yoga) e oferecer como opcional um workshop de fotografia.

A ideia principal do #isthisrealtrips é conectar pessoas com interesse em comum e mostrar pra elas que é possível viajar de forma não convencional, que os perrengues tornam a experiência ainda mais inesquecível e que sair da zona de conforto viajando faz você crescer muito. Não importa se a pessoa está indo viajar sozinha, vai voltar com muitos amigos pra casa, pois a viagem não é apenas o lugar, mas também as pessoas e os momentos compartilhados. Queremos que elas voltem pra casa motivados a se jogar e se aventurar mais.

No final da expedição, fazemos uma troca de presentes (no formato de amigo secreto), o que une ainda mais o grupo.

Quem são os organizadores da viagem para a Chapada?

A anfitriã da nossa viagem é a Thaís Zago, que organiza expedições com o Brian Baldrati (@isthisreal) desde a primeira para a Chapada, em 2016. Em sua última ida para lá, em julho de 2017, viveu uma imersão de 21 dias, dos quais 7 foram na aldeia multiétnica. A partir de suas vivências e paixões pelo destino, criou esse roteiro e levará os participantes a uma aventura memorável.


O que está incluso?

Suporte total antes da viagem (orientação sobre saúde, cultura, segurança e detalhes de chegada, o que levar, etc.), transfer in/out do aeroporto em Brasília, 8 noites de hospedagem, 2 jantares, 1 prática de yoga, seguro viagem para os 9 dias, transporte terrestre e todas as atividades descritas no roteiro (10 passeios com transfer e entradas, 1 dia na aldeia multiétnica com almoço, festa de encerramento).


O que não está incluso?

Passagens aéreas, café-da- manhã e demais refeições, bebidas nas refeições inclusas, atividades opcionais e/ou que você pode fazer no tempo livre, compras e despesas pessoais, tudo o mais não indicado no item O que não inclui, logo abaixo.

Posso trazer um amigo?

Definitivamente! Nós te encorajamos a viajar sozinho com a gente ou trazer um amigo.

Quem serão os outros viajantes?

Nossa viagem é destinada a viajantes de todo o Brasil com mais de 18 anos, que desejam viajar para a Chapada dos Veadeiros para uma experiência significativa. Vamos formar um grupo da Whatsapp em torno de 15 dias antes do evento para que possamos conhecer mais uns aos outros antes de chegarmos lá.

Quantas pessoas serão na viagem?

Estamos limitando nosso programa em 15 participantes (além da Thaís e do motorista da van).

Como é a hospedagem no camping Taiuá?

O CAMPING TAIUÁ é o mais famoso da Chapada, sua estrutura é impecável. Está localizado na Vila de São Jorge, a 1 km da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em uma área de 2.500m², com mais de 300 árvores nativas e com uma diversidade de mais de 60 espécies. A sustentabilidade é um dos princípios fundamentais do espaço, assim como o cuidado e o respeito ao próximo. É proibido consumir bebida alcolica dentro do camping e é regra o silêncio total na área das acomodações (barracas e suítes), entre as 22 h até a 8h. O camping oferece conforto, segurança, limpeza e bom atendimento. Dispõe de cofres com chave espaço para carregar equipamentos eletrônicos na recepção. Há áreas de convivência, com wi-fi e camas espalhadas pelo jardim, estrela de bambu, pirâmide tenda da cura, areia branquinha, lounges com sofás, deck com duchão (local perfeito para tomar sol e curtir o céu estrelado), e um deck separado da área das barracas e suítes, onde acontecem projetos culturais, com apresentações musicais, teatrais, oficinas, danças, etc, podendo iniciar no pôr do sol e encerrar as 24h. Junto do deck, à um espaço para acender fogueira. Os vestiários, femininos e masculinos, são amplos e sempre limpos, com água quente, sabonete líquido, papel toalha e borrifadore de álcool, totalizando 12 chuveiros, 8 sanitários e 8 pias, proporcionando conforto, sem filas. A cozinha, agora com lounge integrado, é bem ampla, com geladeiras, fogões a gás, liquidificadores, micro-ondas, sanduicheira, filtros, panelas, louças, copos e talheres. Nosso roteiro prevê hospedagem em Barraca Equipada individual ou casal, com colchão de espuma, roupa de cama e banho, edredon e travesseiros. Se desejar, consulte valores e disponibilidade para as Suítes e o Chalé.

Onde eu posso tomar café-da-manhã?

A Vila de São Jorge possui padarias e mercadinhos bem próximos, se não em frente ao camping. Você pode comprar seus alimentos para um café-da- manhã mais completo no mercado, e comer no camping mesmo, como frutas, tapioca, pão, café, frios. Tem cozinha lá própria para isso. Podemos fazer uma compra de café coletivo para o grupo. Se preferirem mais praticidade, tem uma tenda em frente que faz sanduiches, sucos e cafés. Para quem preferir um pouco mais de conforto, há um buffet de café-da- manhã bem gostoso há 10 minutos caminhando do camping, é onde muitas pousadas oferecem o café-da- manhã, o valor fica entre R$15 e R$20.

Como é ficar na Vila de São Jorge?

A Vila de São Jorge é o local mais próximo da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Com poucas ruas ainda sem pavimentadas e a a maioria de terra, a vila mantem o charme de cidade de interior preservada. O asfalto que liga Alto Paraíso a São Jorge é recente, tem 3 anos, o que tornou a vila um pouco mais visitada. Mas mesmo assim ela preserva essa atmosfera de um lugar raro, em 20 minutos a pé você caminha a vila toda. Tem um campo de futebol e uma praça, onde nessa época acontecem algumas apresentações de artistas. Tem mercadinhos, restaurantes, pizzarias a lenha, tapiocaria, bistrôs, muitas lojinhas de souvenirs, uma igrejinha para São Jorge, algumas pousadas e bares e a famosa Casa de Cultura Cavaleiros de São Jorge, onde acontecem os principais eventos da cidade e nessa época, devido ao encontro de culturas, tem uma programação especial de dia e de noite. À noite, barraquinhas de artesanato e venda de cristais se espalham pela rua principal. Mais tarde um pouco, o povo toma a rua numa esquina com botecos que você vai conhecer. Tudo rústico, aconchegante e com bom atendimento. Durante o dia a vila tende a ficar vazia, pois é o momento dos passeios para as cachoeiras, mas de noite ela é bem agitadinha. Por ser pequinininha, você vai conhecendo as pessoas, os moradores locais, os demais turistas que estão visitando, e vai comprimentando as pessoas na rua. Com certeza por estar muito próxima ao parque é um lugar especial, com uma energia única, que conquista o coração de quem a visita, só estando lá é possível sentir, um lugar onde não dá vontade de ir embora.

Como é a aldeia Multiétnica?

Buscando a preservação e fortalecimento da cultura e dos direitos indígenas, a Aldeia Multiétnica, que é parte da programação do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada Dos Veadeiros, acontece anualmente no interior de Goiás. Completando 12 anos em 2018, o objetivo do evento é sensibilizar as pessoas que não conhecem os povos indígenas do Brasil para uma realidade que é de todos nós. No Brasil, há cerca de 1 milhão de indígenas de mais de 250 etnias distintas vivendo em 13,8% do território nacional. Nessa época, entre 8 e 10 etnias do Brasil inteiro, convidadas pela organização do evento, vem para as terras da Aldeia, constroem suas casas e comandam a programação do evento, que será de 13 a 20 de julho. Rodas de conversa, rodas de violão em volta do fogo, cinema ao ar livre com exibições do projeto Cinema nas Aldeias, pinturas corporais, apresentações, venda de artesanatos. Uma oportunidade única e transformadora, que parece mesmo um intercâmbio cultural com os povos originários do Brasil.

Como é o clima nesta época do ano?

O inverno na região é seco e fresco. Um clima de cerrado, com temperaturas mais frias pela manhã e noite, e um calor agradável durante o dia. Perfeito para fazer trilha e curtir as cachoeiras de dia, e ficar em volta do fogo tomando um vinhozinho a noite. Calça e saia longa são ideias, um sapato fechado além do tenis também. Uma camisa de manga comprida, uma jacketa jeans. Lenços e pachiminas são bem vindos também. Quem for mais friorento, pode levar um casaco mais quentinho. Mas para os passeios de dia recomenda também levar um corta-vento e uma capa de chuva (quem tiver).

Formas e prazos de pagamento e outras perguntas

Por favor, envie um e-mail para isthisrealtrips@gmail.com e nós retornaremos o mais breve possível.

 

FAQ

O que é o Isthisreal trips?

Apresentamos um destino exótico, um itinerário com vivências locais e um tour leader com experiência que irá acompanhar o grupo, mostrando o que mais lhe fascina. Buscamos sempre inserir algum diferencial no roteiro (ex.: fotografia de estrelas no deserto do Saara, prática de yoga) e oferecer como opcional um workshop de fotografia.

A ideia principal do #isthisrealtrips é conectar pessoas com interesse em comum e mostrar pra elas que é possível viajar de forma não convencional, que os perrengues tornam a experiência ainda mais inesquecível e que sair da zona de conforto viajando faz você crescer muito. Não importa se a pessoa está indo viajar sozinha, vai voltar com muitos amigos pra casa, pois a viagem não é apenas o lugar, mas também as pessoas e os momentos compartilhados. Queremos que elas voltem pra casa motivados a se jogar e se aventurar mais.

No final da expedição, fazemos uma troca de presentes (no formato de amigo secreto), o que une ainda mais o grupo.

Quem são os organizadores da viagem para a Chapada?

A anfitriã da nossa viagem é a Thaís Zago, que organiza expedições com o Brian Baldrati (@isthisreal) desde a primeira para a Chapada, em 2016. Em sua última ida para lá, em julho de 2017, viveu uma imersão de 21 dias, dos quais 7 foram na aldeia multiétcina. A partir de suas vivências e paixões pelo destino, criou esse roteiro e levará os participantes a uma aventura memorável.


O que está incluso?

Suporte total antes da viagem (orientação sobre saúde, cultura, segurança e detalhes de chegada, o que levar, etc.), transfer in/out do aeroporto em Brasília, 8 noites de hospedagem, 2 jantares, 1 prática de yoga, seguro viagem para os 9 dias, transporte terrestre e todas as atividades descritas no roteiro (10 passeios com transfer e entradas, 1 dia na aldeia multiétnica com almoço, festa de encerramento).


O que não está incluso?

Passagens aéreas, café-da- manhã e demais refeições, bebidas nas refeições inclusas, atividades opcionais e/ou que você pode fazer no tempo livre, compras e despesas pessoais, tudo o mais não indicado em O que não inclui, abaixo.

Posso trazer um amigo?

Definitivamente! Nós te encorajamos a viajar sozinho com a gente ou trazer um amigo.

Quem serão os outros viajantes?

Nossa viagem é destinada a viajantes de todo o Brasil com mais de 18 anos, que desejam viajar para a Chapada dos Veadeiros para uma experiência significativa. Vamos formar um grupo da Whatsapp em torno de 15 dias antes do evento para que possamos conhecer mais uns aos outros antes de chegarmos lá. 

Quantas pessoas serão na viagem?

Estamos limitando nosso programa em 15 participantes (além da Thaís e do
motorista da van).

Como é a hospedagem no camping Taiuá?

O CAMPING TAIUÁ é o mais famoso da Chapada, sua estrutura é impecável. Está localizado na Vila de São Jorge, a 1 km da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em uma área de 2.500m², com mais de 300 árvores nativas e com uma diversidade de mais de 60 espécies. A sustentabilidade é um dos princípios fundamentais do espaço, assim como o cuidado e o respeito ao próximo. É proibido consumir bebida alcolica dentro do camping e é regra o silêncio total na área das
acomodações (barracas e suítes), entre as 22 h até a 8h. O camping oferece conforto, segurança, limpeza e bom atendimento. Dispõe de cofres com chave e espaço para carregar equipamentos eletrônicos na recepção. Há áreas de convivência, com wi-fi e camas espalhadas pelo jardim, estrela de bambu, pirâmide tenda da cura, areia branquinha, lounges com sofás, deck com duchão (local perfeito para tomar sol e curtir o céu estrelado), e um deck separado da área das barracas e suítes, onde acontecem projetos culturais, com apresentações musicais, teatrais, oficinas, danças, etc, podendo iniciar no pôr do sol e encerrar as 24h. Junto do deck, à um espaço para acender fogueira. Os vestiários, femininos e masculinos, são amplos e sempre limpos, com água quente, sabonete líquido, papel toalha e
borrifadore de álcool, totalizando 12 chuveiros, 8 sanitários e 8 pias, proporcionando conforto, sem filas. A cozinha, agora com lounge integrado, é bem ampla, com geladeiras, fogões a gás, liquidificadores, micro-ondas, sanduicheira, filtros, panelas, louças, copos e talheres. Nosso roteiro prevê hospedagem em Barraca Equipada individual ou casal, com colchão de espuma, roupa de cama e banho, edredon e travesseiros. Se desejar, consulte valores e disponibilidade para as Suítes e o Chalé.

Onde eu posso tomar café-da-manhã?

A Vila de São Jorge possui padarias e mercadinhos bem próximos, se não em frente ao camping. Você pode comprar seus alimentos para um café-da- manhã mais completo no mercado, e comer no camping mesmo, como frutas, tapioca, pão, café, frios. Tem cozinha lá própria para isso. Podemos fazer uma compra de café coletivo para o grupo. Se preferirem mais praticidade, tem uma tenda em frente que faz sanduiches, sucos e cafés. Para quem preferir um pouco mais de conforto, há um buffet de café-da- manhã bem gostoso há 10 minutos caminhando do camping, é onde muitas pousadas oferecem o café-da- manhã, o valor fica entre R$15 e R$20.

Como é ficar na Vila de São Jorge?

A Vila de São Jorge é o local mais próximo da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Com poucas ruas ainda sem pavimentadas e a a maioria de terra, a vila mantem o charme de cidade de interior preservada. O asfalto que liga Alto Paraíso a São Jorge é recente, tem 3 anos, o que tornou a vila um pouco mais visitada. Mas mesmo assim ela preserva essa atmosfera de um lugar raro, em 20 minutos a pé você caminha a vila toda. Tem um campo de futebol e uma praça, onde nessa época acontecem algumas apresentações de artistas. Tem mercadinhos, restaurantes, pizzarias a lenha, tapiocaria, bistrôs, muitas lojinhas de souvenirs, uma igrejinha para São Jorge, algumas pousadas e bares e a famosa Casa de Cultura Cavaleiros de São Jorge, onde acontecem os principais eventos da cidade e nessa época, devido ao encontro de culturas, tem uma programação especial de dia e de noite. À noite, barraquinhas de artesanato e venda de cristais se espalham pela rua principal. Mais tarde um pouco, o povo toma a rua numa esquina com botecos que você vai conhecer. Tudo rústico, aconchegante e com bom atendimento. Durante o dia a vila tende a ficar vazia, pois é o momento dos passeios para as cachoeiras, mas de noite ela é bem agitadinha. Por ser pequinininha, você vai conhecendo as pessoas, os moradores locais, os demais turistas que estão visitando, e vai comprimentando as pessoas na rua. Com certeza por estar muito próxima ao parque é um lugar especial, com uma energia única, que
conquista o coração de quem a visita, só estando lá é possível sentir, um lugar onde não dá vontade de ir embora.

Como é a aldeia Multiétnica?

Buscando a preservação e fortalecimento da cultura e dos direitos indígenas, a Aldeia Multiétnica, que é parte da programação do Encontro de Culturas
Tradicionais da Chapada Dos Veadeiros, acontece anualmente no interior de Goiás. Completando 12 anos em 2018, o objetivo do evento é sensibilizar as pessoas que não conhecem os povos indígenas do Brasil para uma realidade que é de todos nós. No Brasil, há cerca de 1 milhão de indígenas de mais de 250 etnias distintas vivendo em 13,8% do território nacional. Nessa época, entre 8 e 10 etnias do Brasil inteiro, convidadas pela organização do evento, vem para as terras da Aldeia, constroem suas casas e comandam a programação do evento, que será de 13 a 20 de julho. Rodas de conversa, rodas de violão em volta do fogo, cinema ao ar livre com exibições do projeto Cinema nas Aldeias, pinturas corporais, apresentações, venda de artesanatos. Uma oportunidade única e transformadora, que parece mesmo um intercâmbio cultural com os povos originários do Brasil.

Como é o clima nesta época do ano?

O inverno na região é seco e fresco. Um clima de cerrado, com temperaturas mais frias pela manhã e noite, e um calor agradável durante o dia. Perfeito para fazer trilha e curtir as cachoeiras de dia, e ficar em volta do fogo tomando um vinhozinho a noite. Calça e saia longa são ideias, um sapato fechado além do tenis também. Uma camisa de manga comprida, uma jacketa jeans. Lenços e pachiminas são bem vindos também. Quem for mais friorento, pode levar um casaco mais quentinho. Mas
para os passeios de dia recomenda também levar um corta-vento e uma capa de chuva (quem tiver).

Formas e prazos de pagamento e outras perguntas

Por favor, envie um e-mail para isthisrealtrips@gmail.com e nós retornaremos o mais breve possível.

 

FAQ

O que é o Isthisreal trips?

Apresentamos um destino exótico, um itinerário com vivências locais e um tour leader com experiência que irá acompanhar o grupo, mostrando o que mais lhe fascina. Buscamos sempre inserir algum diferencial no roteiro (ex.: fotografia de estrelas no deserto do Saara, prática de yoga) e oferecer como opcional um workshop de fotografia.

A ideia principal do #isthisrealtrips é conectar pessoas com interesse em comum e mostrar pra elas que é possível viajar de forma não convencional, que os perrengues tornam a experiência ainda mais inesquecível e que sair da zona de conforto viajando faz você crescer muito. Não importa se a pessoa está indo viajar sozinha, vai voltar com muitos amigos pra casa, pois a viagem não é apenas o lugar, mas também as pessoas e os momentos compartilhados. Queremos que elas voltem pra casa motivados a se jogar e se aventurar mais.

No final da expedição, fazemos uma troca de presentes (no formato de amigo secreto), o que une ainda mais o grupo.

Quem são os organizadores da viagem para a Chapada?

A anfitriã da nossa viagem é a Thaís Zago, que organiza expedições com o Brian Baldrati (@isthisreal) desde a primeira para a Chapada, em 2016. Em julho de 2017, viveu uma imersão de 21 dias, dos quais 7 foram na aldeia multiétcina. Em julho de 2018, levou um grupo de 13 mulheres para esse mesmo roteiro. A partir de suas vivências e paixões pelo destino, criou esse roteiro e levará os participantes a uma aventura memorável.


O que está incluso?

Suporte total antes da viagem (orientação sobre saúde, cultura, segurança e detalhes de chegada, o que levar, etc.), transfer in/out do aeroporto em Brasília, 8 noites de hospedagem, 2 jantares, seguro viagem para os 9 dias, transporte terrestre e todas as atividades descritas no roteiro (10 passeios com transfer e entradas, 1 dia na aldeia multiétnica com almoço, festa de encerramento).


O que não está incluso?

Passagens aéreas, café-da- manhã e demais refeições, bebidas nas refeições inclusas, atividades opcionais e/ou que você pode fazer no tempo livre, compras e despesas pessoais, tudo o mais não indicado em "O que não inclui", abaixo.

Posso trazer um amigo?

Definitivamente! Nós te encorajamos a viajar sozinho com a gente ou trazer um amigo.

Quem serão os outros viajantes?

Nossa viagem é destinada a viajantes de todo o Brasil com mais de 18 anos, que desejam viajar para a Chapada dos Veadeiros para uma experiência significativa. Vamos formar um grupo da Whatsapp em torno de 15 dias antes do evento para que possamos conhecer mais uns aos outros antes de chegarmos lá.

Quantas pessoas serão na viagem?

Estamos limitando nosso programa em 15 participantes (além da Thaís e do
motorista da van).

Como é a hospedagem no camping Taiuá?

O CAMPING TAIUÁ é o mais famoso da Chapada, sua estrutura é impecável. Está localizado na Vila de São Jorge, a 1 km da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em uma área de 2.500m², com mais de 300 árvores nativas e com uma diversidade de mais de 60 espécies. A sustentabilidade é um dos princípios fundamentais do espaço, assim como o cuidado e o respeito ao próximo. É proibido consumir bebida alcolica dentro do camping e é regra o silêncio total na área das
acomodações (barracas e suítes), entre as 22 h até a 8h. O camping oferece conforto, segurança, limpeza e bom atendimento. Dispõe de cofres com chave e espaço para carregar equipamentos eletrônicos na recepção. Há áreas de convivência, com wi-fi e camas espalhadas pelo jardim, estrela de bambu, pirâmide tenda da cura, areia branquinha, lounges com sofás, deck com duchão (local perfeito para tomar sol e curtir o céu estrelado), e um deck separado da área das barracas e suítes, onde acontecem projetos culturais, com apresentações musicais, teatrais, oficinas, danças, etc, podendo iniciar no pôr do sol e encerrar as 24h. Junto do deck, à um espaço para acender fogueira. Os vestiários, femininos e masculinos, são amplos e sempre limpos, com água quente, sabonete líquido, papel toalha e
borrifadore de álcool, totalizando 12 chuveiros, 8 sanitários e 8 pias, proporcionando conforto, sem filas. A cozinha, agora com lounge integrado, é bem ampla, com geladeiras, fogões a gás, liquidificadores, micro-ondas, sanduicheira, filtros, panelas, louças, copos e talheres. Nosso roteiro prevê hospedagem em Barraca Equipada individual ou casal, com colchão de espuma, roupa de cama e banho, edredon e travesseiros. Se desejar, consulte valores e disponibilidade para as Suítes e o Chalé.

Onde eu posso tomar café-da-manhã?

A Vila de São Jorge possui padarias e mercadinhos bem próximos, se não em frente ao camping. Você pode comprar seus alimentos para um café-da- manhã mais completo no mercado, e comer no camping mesmo, como frutas, tapioca, pão, café, frios. Tem cozinha lá própria para isso. Podemos fazer uma compra de café coletivo para o grupo. Se preferirem mais praticidade, tem uma tenda em frente que faz sanduiches, sucos e cafés. Para quem preferir um pouco mais de conforto, há um buffet de café-da- manhã bem gostoso há 10 minutos caminhando do camping, é onde muitas pousadas oferecem o café-da- manhã, o valor fica entre R$15 e R$20.

Como é ficar na Vila de São Jorge?

A Vila de São Jorge é o local mais próximo da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Com poucas ruas ainda sem pavimentadas e a a maioria de terra, a vila mantem o charme de cidade de interior preservada. O asfalto que liga Alto Paraíso a São Jorge é recente, tem 3 anos, o que tornou a vila um pouco mais visitada. Mas mesmo assim ela preserva essa atmosfera de um lugar raro, em 20 minutos a pé você caminha a vila toda. Tem um campo de futebol e uma praça, onde nessa época acontecem algumas apresentações de artistas. Tem mercadinhos, restaurantes, pizzarias a lenha, tapiocaria, bistrôs, muitas lojinhas de souvenirs, uma igrejinha para São Jorge, algumas pousadas e bares e a famosa Casa de Cultura Cavaleiros de São Jorge, onde acontecem os principais eventos da cidade e nessa época, devido ao encontro de culturas, tem uma programação especial de dia e de noite. À noite, barraquinhas de artesanato e venda de cristais se espalham pela rua principal. Mais tarde um pouco, o povo toma a rua numa esquina com botecos que você vai conhecer. Tudo rústico, aconchegante e com bom atendimento. Durante o dia a vila tende a ficar vazia, pois é o momento dos passeios para as cachoeiras, mas de noite ela é bem agitadinha. Por ser pequinininha, você vai conhecendo as pessoas, os moradores locais, os demais turistas que estão visitando, e vai comprimentando as pessoas na rua. Com certeza por estar muito próxima ao parque é um lugar especial, com uma energia única, que
conquista o coração de quem a visita, só estando lá é possível sentir, um lugar onde não dá vontade de ir embora.

Como é a aldeia Multiétnica?

Buscando a preservação e fortalecimento da cultura e dos direitos indígenas, a Aldeia Multiétnica, que é parte da programação do Encontro de Culturas
Tradicionais da Chapada Dos Veadeiros, acontece anualmente no interior de Goiás. Completando 12 anos em 2018, o objetivo do evento é sensibilizar as pessoas que não conhecem os povos indígenas do Brasil para uma realidade que é de todos nós. No Brasil, há cerca de 1 milhão de indígenas de mais de 250 etnias distintas vivendo em 13,8% do território nacional. Nessa época, entre 8 e 10 etnias do Brasil inteiro, convidadas pela organização do evento, vem para as terras da Aldeia, constroem suas casas e comandam a programação do evento, que será de 13 a 20 de julho. Rodas de conversa, rodas de violão em volta do fogo, cinema ao ar livre com exibições do projeto Cinema nas Aldeias, pinturas corporais, apresentações, venda de artesanatos. Uma oportunidade única e transformadora, que parece mesmo um intercâmbio cultural com os povos originários do Brasil.

Como é o clima nesta época do ano?

O inverno na região é seco e fresco. Um clima de cerrado, com temperaturas mais frias pela manhã e noite, e um calor agradável durante o dia. Perfeito para fazer trilha e curtir as cachoeiras de dia, e ficar em volta do fogo tomando um vinhozinho a noite. Calça e saia longa são ideias, um sapato fechado além do tenis também. Uma camisa de manga comprida, uma jacketa jeans. Lenços e pachiminas são bem vindos também. Quem for mais friorento, pode levar um casaco mais quentinho. Mas para os passeios de dia recomenda também levar um corta-vento e uma capa de chuva (quem tiver).

Formas e prazos de pagamento e outras perguntas

Por favor, envie um e-mail para isthisrealtrips@gmail.com e nós retornaremos o
mais breve possível.

 


 O QUE INCLUI

  • 8 noites de acomodação no Camping Taiuá Ambiental, há 1 km do parque
    (em barraca equipada com colchão de espuma, roupa de cama e banho,
    edredon e travesseiros; banheiro e cozinha compartilhados);
  •  6 Passeios para cachoeiras, com transfer e entrada inclusa: Vale da Lua, Raizama, Santa Bárbara, Capivara, Catarata dos Couros, Cachoeira do
    Segredo;
  •  4 Passeios com transfer: Jardim de Maytreia, Rancho do seu Waldomiro, Alto Paraíso, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros;
  • 1 dia na Aldeia Multiétnica, com entrada para as Cachoeiras de Almécegas e almoço inclusos;
  • 2 jantares (bebidas à parte);
  •  Festa de encerramento na Casa de Cultura Cavaleiro de São Jorge;
  • Transfer Brasília / Vila de São Jorge / Brasília;
  • Seguro viagem, com cobertura para os 9 dias.


 O QUE INCLUI

  • 8 noites de acomodação no Camping Taiuá Ambiental, há 1 km do parque
    (em barraca equipada com colchão de espuma, roupa de cama e banho,
    edredon e travesseiros; banheiro e cozinha compartilhados);
  •  6 Passeios para cachoeiras, com transfer e entrada inclusa: Vale da Lua, Raizama, Santa Bárbara, Capivara, Catarata dos Couros, Cachoeira do
    Segredo;
  •  4 Passeios com transfer: Jardim de Maytreia, Rancho do seu Waldomiro, Alto Paraíso, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros;
  • 1 dia na Aldeia Multiétnica, com entrada para as Cachoeiras de Almécegas e almoço inclusos;
  • 2 jantares (bebidas à parte);
  •  Festa de encerramento na Casa de Cultura Cavaleiro de São Jorge;
  • Transfer Brasília / Vila de São Jorge / Brasília;
  • Seguro viagem, com cobertura para os 9 dias.


 O QUE NÃO INCLUI

  • Café-da- manhã;
  •  Bebidas durante as refeições indicadas;
  •  Alimentação não mencionada como inclusa;
  • Despesas pessoais e extras com serviços;
  • Passagem aérea;
  • Passeios opcionais.


 O QUE NÃO INCLUI

  • Café-da- manhã;
  •  Bebidas durante as refeições indicadas;
  •  Alimentação não mencionada como inclusa;
  • Despesas pessoais e extras com serviços;
  • Passagem aérea;
  • Passeios opcionais.

Outras viagens:

Carnaval no Egito27 de fevereiro a 10 de março — 2019

Cuba24 de abril a 3 de maio — 2019

Egito18 a 28 de maio - 2019

Chapada dos Veadeiros13 a 21 de julho - 2019

Jordânia11 a 20 de agosto — 2019

Marrocos12 a 23 de novembro — 2019